Silvio Meira, um dos fundadores do C.E.S.A.R, faz um depoimento sobre a falta de perspectivas do brasileiro em várias décadas dos últimos 70 anos e sobre como o Brasil poderia se tornar mais atraente e mais produtivo a partir de centros de promoção e evolução de capital humano. Para Meira, os grandes centros de fomento ao desenvolvimento de software e de outras tecnologias precisam ser o centro de promoção e de evolução do capital intelectual e humano, evitando o que ele chama de “fuga de cérebros”.

Postado originalmente no Canal CESAR, em 12/09/2017.