por Silvio Meira

células-tronco: quase lá

c

a votação no supremo está 4 a favor e 2 contra. tudo indica, pela interpretação do comportamento dos ministros que ainda não votaram, que a pesquisa com células-tronco vai ser liberada no brasil. mas este não é o destino, é o ponto de partida. a agenda, o financiamento, os usos dos resultados é que dirão, no longo prazo, que benefícios o processo trouxe ao país, a seus habitantes e à humanidade.

se o supremo confirmar a liberação das pesquisas, um pouco de racionalidade será adicionado à vida nacional. o que é muito bom, porque o brasil ainda está coalhado de discursos, posições e opiniões despidos de qualquer senso lógico, filosófico ou qualquer sustentação científica ou prática. é isso que leva as pessoas a botarem copos d’água sobre seus televisores, para serem benzidos por tele-evangelistas… e a acreditar que alguma coisa realmente divina acontece à água e às suas vidas…

o processo das células-tronco é apenas um degrau da escada que leva a um país menos supersticioso e obscurantista. é uma espécie de primeiro grau de investimento dado [por nós próprios] ao nível de conhecimento e reflexão social do brasil. e isso é muito bom, pois vivemos cada vez mais numa era e num mundo de conhecimento… onde vai caber, a cada um de nós, sustentar, com raciocínio, dados, fatos, teorias, intuição… nossas teses e ações sobre o mundo ao redor. isto é, para os de nós que não forem substituídos por informática e automação, como infelizmente talvez seja o caso de quem benze copos no topo da TV.

Sobre o autor

Silvio Meira

silvio meira é cientista-chefe da TDS.company, professor extraordinário da CESAR.school e presidente do conselho do portodigital.org

por Silvio Meira
por Silvio Meira

Pela Rede

silvio meira é PROFESSOR EXTRAORDINÁRIO da cesar.school, PROFESSOR EMÉRITO do CENTRO DE INFORMÁTICA da UFPE, RECIFE e CIENTISTA-CHEFE, The Digital Strategy Company. é fundador e presidente do conselho de administração do PORTO DIGITAL. silvio é professor titular aposentado do centro de informática da ufpe, fundou [em 1996] e foi cientista-chefe do C.E.S.A.R, centro de estudos e sistemas avançados do recife até 2014. foi fellow e faculty associate do berkman center, harvard university, de 2012 a 2015 e professor associado da escola de direito da FGV-RIO, de 2014 a 2017.

Silvio no Twitter

Arquivo