logo de google no foguete de lançamento do geoEye 1

que google lançou um browser todo o planeta já sabe. a recepção, como seria o caso pra qualquer coisa do tipo, é mista. há quem goste, quem não goste e os que acharam assim-assim. vamos deixar os comentários pros blogs de tecnologia. e notar apenas que a verdadeira medida do sucesso não será quantos gostaram e quantos odiaram, entre a elite que entende a tecnologia, mas quantos estão usando o browser de verdade. nas minhas contas, menos de 10% do mercado de browsers [em um ano? dois?…] indicará um fracasso de mais este meio para "organizar" a informação no planeta. vamos ver.

 a novidade da semana, mais do que um browser de google, está na foto deste texto, um logo de google no foguete que deve lançar, em alguns dias, o satélite de coleta de imagens geoEye 1, que pode fotografar a terra com resolução de 41cm. o satélite fornecerá as imagens comerciais de melhor qualidade do mercado e google assinou um contratao de exclusividade pra as fotos com resolução de 50 cm, estabelecendo o novo padrão de fotos por satélite.

alguns dias atrás, do outro lado do campo, a microsoft havia anunciado que virtual earth iria começar a comercializar fotos [tiradas de avião, usando a tecnologia ultracam da própria microsoft] de 200 cidades [pra começar] com resolução de 15cm, que é muito melhor, mas em bem menos lugares, do que google vai fazer. vamos ver no que vai dar. a medida do sucesso, neste caso, não é quem gosta do que, mas o resultado em dólares destes esforços de venda de conteúdo.