por Silvio Meira

Tagfuturo

futuro: o imaginado e o real

f

em SYNESIS, [vol.4, 2013: Imagining Tomorrow: Why the Technological Future We Imagine Is Seldom the One We Get] van riper pergunta, no título… por que, ao imaginar o futuro tecnológico, a gente quase nunca acerta? a resposta não parece óbvia, mas é. olhe as imagens abaixo, cromos de previsões para [usos de] tecnologias no ano 2000, feitas em 1910...

pra onde vai a internet? [1]

p

a gente poderia dizer que a rede não vai a lugar nenhum. está aí, parece que desde sempre, e estará aí, e pra sempre. pra começar, a internet está aí, hoje, porque a rede, como pensada inicialmente, tinha princípios bem simples, fáceis de entender, implementar e usar. por todos. técnicos que estavam escrevendo a rede, gente do poder que estava financiando o esforço, cientistas, em áreas fora da...

ora, direis, criar histórias…

o

a capacidade de criar e escrever uma história era um dos traços que distinguiam humanos de outros seres, pelo menos se a gente se limitasse à terra. agora, e aqui, há mais agentes [senão “seres”] capazes de fazer a mesma coisa, como o software da narrative science, de chicago, que escreve milhares de notícias por dia, hoje, sobre partidas de...

a volta do “ciberespaço”

a

william hague é o equivalente do ministro de relações exteriores de sua majestade elizabeth II. lá, o nome literal do cargo é, simplesmente, o "secretário do estrangeiro". olhando do ponto de vista de mr. hague, o "estrangeiro" online está se transformando em um megaproblema. ao ponto do governo inglês ter provocado e organizado a primeira grande conferência mundial de...

TICs, na década: mudanças e mais mudanças

T

olhe a imagem abaixo. leve em conta que o tempo corre da esquerda para a direita. a figura é deste post sobre as mudanças nas TICs [tecnologias da informação, comunicação] e suas aplicações neste século. olhe a imagem com calma. depois, abaixo, veja a continuação deste texto. a primeira observação é...

livro vira serviço…

l

…e enciclopédia também. a imagem abaixo é do "app" da encyclopaedia britannica no iPad, que tamém vai rolar em breve para iPhone e android. transformada em app, a britannica custará dois dólares por mês, contra US$70 por ano da versão web e meros US$1400 do impresso, se você quiser ter um na sua estante. e isso se, num futuro próximo, sua casa ainda tiver uma estante. a wikipedia...

TICs: software, produtividade e emprego

T

fato 1: sempre que o crescimento de um mercado passa a depender, linearmente, da existência de capital humano qualificado, irá surgir uma inovação que fará tal mercado independer do tal "capital humano qualificado". exemplo: telefonistas. as centrais telefônicas manuais exigiam a presença de telefonistas para realização de...

por Silvio Meira

Pela Rede

silvio meira é PROFESSOR EXTRAORDINÁRIO da cesar.school, PROFESSOR EMÉRITO do CENTRO DE INFORMÁTICA da UFPE, RECIFE e CIENTISTA-CHEFE, The Digital Strategy Company. é fundador e presidente do conselho de administração do PORTO DIGITAL. silvio é professor titular aposentado do centro de informática da ufpe, fundou [em 1996] e foi cientista-chefe do C.E.S.A.R, centro de estudos e sistemas avançados do recife até 2014. foi fellow e faculty associate do berkman center, harvard university, de 2012 a 2015 e professor associado da escola de direito da FGV-RIO, de 2014 a 2017.

Silvio no Twitter

Arquivo