por Silvio Meira

Tagserviços

fabricar e prover TICs: aqui?

f

e se você estivesse, no brasil, no negócio de "fabricar" coisas? sim, aqueles objetos que a gente, literalmente, manipula. há um grande mercado, de 200 milhões de consumidores potenciais. ávidos por novas soluções para quase qualquer coisa. porque ainda há muito a ser "feito" por aqui. mas… o quê? bem, boa parte das coisas inovadoras que usamos foi criada pelos suspeitos...

a transformação em rede

a

a data era janeiro de 2008 e o autor, jeff zucker, então CEO da NBC, um dos maiores conglomerados de mídia dos EUA. a frase, dita numa conferência de executivos de TV, era… “Our challenge with all these ventures is to effectively monetize them so that we do not end up trading analog dollars for digital pennies,” …o grande desafio de todos estes novos negócios [de mídia, em rede]...

comércio: bricks vs. clicks

c

lá no começo da internet aberta, há uns 15 anos, costumava-se discutir que tipos de negócios concretos [feitos dentro de lojas, de tijolos, ou "bricks"] se tornariam redundantes por causa do comércio virtual, nas telas, movidos a "clicks". numa entrevista em 1999 para business week, jeff bezos já dizia que… …strip malls will go away because physical retailing...

a justiça e os limites para novos modelos de negócios

a

a justiça francesa condenou google a pagar danos de €500,000 à bottin carto, que está no negócio de mapas, mais uma uma multa de €15,000 por práticas anticompetitivas. o cerne da questão é que a bottin vende mapas e google "dá" mapas. pelo menos segundo o advogado da empresa francesa e o juiz que lhe deu ganho de causa, interpretando o tratado de funcionamento da união européia e...

a oportunidade móvel

a

em laranja, na imagem abaixo, o tráfego global móvel, a cada trimestre, por mês, de voz. em vermelho, o tráfego de dados. tudo em petabytes por mês. pra começar, se você não sabe que voz, nas redes móveis, é transferida como dados, fique sabendo. é até por isso que dá pra comparar o "volume de dados...

o futuro da música… na rede

o

diego assis, do G1, me mandou três perguntas por emeio, dia destes, para uma reportagem que estava fazendo [juntamente com lígia nogueira e amauri stamboroski] sobre o estado da “arte” dos negócios de conteúdo, em particular sobre um certo conjunto de posições de muitos artistas que, no passado, eram “a favor” da rede [leia-se:...

por Silvio Meira

Pela Rede

silvio meira é PROFESSOR EXTRAORDINÁRIO da cesar.school, PROFESSOR EMÉRITO do CENTRO DE INFORMÁTICA da UFPE, RECIFE e CIENTISTA-CHEFE, The Digital Strategy Company. é fundador e presidente do conselho de administração do PORTO DIGITAL. silvio é professor titular aposentado do centro de informática da ufpe, fundou [em 1996] e foi cientista-chefe do C.E.S.A.R, centro de estudos e sistemas avançados do recife até 2014. foi fellow e faculty associate do berkman center, harvard university, de 2012 a 2015 e professor associado da escola de direito da FGV-RIO, de 2014 a 2017.

Silvio no Twitter

Arquivo