por Silvio Meira

a origem da espécie [segundo os americanos]

a

pesquisa da gallup nos eua, país mais rico do mundo, com uma das populações supostamente mais educadas do planeta, mostra que 44% dos americanos acha que deus criou os seres humanos, da forma como somos, há cerca de dez mil anos… outros 36% acreditam que a humanidade é resultado de uma evolução, mas o processo foi guiado por deus. apenas 14% acreditam na evolução segundo darwin, sem qualquer divindade interferindo no processo. o gallup faz a pesquisa desde 1982 e pouco ou quase nada mudou de lá pra cá, como mostra o gráfico abaixo.

gallup.png

quando a opção política entra em cena, 60% dos republicanos acredita piamente na criação divina há dez milênios, contra 38% dos democratas. isso não é só surpreendente, mas pode influir seriamente na escolha do presidente dos eua, normalmente decidida por uns poucos porcento de diferença: cerca de 25% do eleitorado consideraria a visão do candidato sobre a evolução para decidir seu voto.

o sistema educacional americano não tem conseguido vencer a barreira criacionista; um universo criado por deus e uma humanidade jovem, resultado do trabalho divino no sexto dia. mais de dois séculos de estado laico e educação de qualidade [muito superior à média do brasil] pouco fizeram, pelo visto, para remover superstições tão elementares quando o criacionismo "jovem" da mente americana média.

sinal de que é preciso ampliar muito a quantidade e qualidade do ensino de lógica e ciências e da argumentação científica em geral. no mundo inteiro, inclusive no brasil.

Sobre o autor

Silvio Meira

silvio meira é cientista-chefe da TDS.company, professor extraordinário da CESAR.school e presidente do conselho do portodigital.org

por Silvio Meira
por Silvio Meira

Pela Rede

silvio meira é PROFESSOR EXTRAORDINÁRIO da cesar.school, PROFESSOR EMÉRITO do CENTRO DE INFORMÁTICA da UFPE, RECIFE e CIENTISTA-CHEFE, The Digital Strategy Company. é fundador e presidente do conselho de administração do PORTO DIGITAL. silvio é professor titular aposentado do centro de informática da ufpe, fundou [em 1996] e foi cientista-chefe do C.E.S.A.R, centro de estudos e sistemas avançados do recife até 2014. foi fellow e faculty associate do berkman center, harvard university, de 2012 a 2015 e professor associado da escola de direito da FGV-RIO, de 2014 a 2017.

Silvio no Twitter

Arquivo