por Silvio Meira

o consumo, móvel

o

observe a imagem abaixo. tirando 2008, quando o mundo quase se acabou[menos aqui, onde só houve uma "marolinha"…], ela mostra que as compras online no fim de ano estão crescendo muito acima da economia americana, que deve fechar o ano em torno de 2% de melhoria. os negócios online estão aumentando oito vezes mais [no período] do que a economia como um todo. o "online"está capturando negócios de outros quadrantes, como o "offline". segundo a forbes, 40% do total de vendas na "black friday" foram online, o que pode deixar quase qualquer um prever que, neste caso específico, o ecommerce vai passar o commerce já em 2012.

image

e mais: 10% das vendas da black friday foram para dispositivos móveis. na cyber monday, comparando com 2010 [em outra análise, da IBM], a porcentagem de "visitas móveis" a sites de ecommerce subiu de 3.9% para 10.8%. e as vendas de 2.3% para 6.6%. cerca de tres vezes mais, nos dois casos. no lado dos pagamentos, payPal registrou um aumento de 552% [em relação a 2010] no volume móvel na cyber monday. na inglaterra, a previsão é de que 1/4 de todas as compras eletrônicas sejam móveis já em 2015.

qual é a mensagem? os consumidores estão se informatizando de vez. em outubro de 2010 este blog publicou um texto [quem define o mercado?] afirmando que a tecnologia pessoal contemporânea combinava o digital com o conectado, o móvel e o programável.. e que sistemas pessoais de informação, que já eram digitais e conectados há tempos, se tornariam móveis rapidamente e, logo depois, programáveis. e a mensagem é para os negócios: se o seu [on ou offline] ainda não está preparado para tratar o tal consumidor digital, conectado, móvel, adote uma estratégia móvel, [olhe o que a chanel fez…]. e comece a agir. rápido. não só ele está bem perto de você mas vai se tornar programador daqui a pouco.

Relógio

em dezembro de 2011 e janeiro de 2012, o blog publica [ao contrário da norma, aqui] bits: textos pequenos, bem mais frequentes, sobre nossa [mundana] vida digital. ao invés dos raciocínios estruturados e interligados de costume, vamos nos ater a TRÊS parágrafos, no máximo. boa leitura.

Sobre o autor

Silvio Meira

silvio meira é cientista-chefe da TDS.company, professor extraordinário da CESAR.school e presidente do conselho do portodigital.org

12 comentário

  • Por falar em programável, já utilizo o http://ifttt.com para realizar várias tarefas com os dados disponibilizados. Ah, a interface é tudodebom. Limpa e objetiva. Resultado: ganho tempo.

  • Por falar em programável, já utilizo o http://ifttt.com para realizar várias tarefas com os dados disponibilizados. Ah, a interface é tudodebom. Limpa e objetiva. Resultado: ganho tempo.

  • Sílvio, para falar do “mundo” use um gráfico do Mundo e não apenas dos EUA, ainda mais com a “marolinha” de 2008 nele. Os EUA inventaram o e-commerce e o “mundo” ainda segue atrás, bem atrás, deles. Comece a usar o EBay e pegue um feeling que não lhe fará mal como “formador de opinião”

  • Sílvio, para falar do “mundo” use um gráfico do Mundo e não apenas dos EUA, ainda mais com a “marolinha” de 2008 nele. Os EUA inventaram o e-commerce e o “mundo” ainda segue atrás, bem atrás, deles. Comece a usar o EBay e pegue um feeling que não lhe fará mal como “formador de opinião”

  • Olá mais uma vez adorei os seus textos que agora tornaram-se bem mais objetivos com essa nova técnica, a respeito do e-commerce como programador, desenvolvedor, poliglota, autodidata ÁMEN ! Gostaria de frisar três coisas:

    1) Este é um caminho sem volta vejo agencias inglesas dando palpite de 25% os Holandeses dizendo 30 %, mas creio em 50% com a digitalização da Índia maior pólo de produção de software mundial, o governo indiano tem trocado o tradicional caderno que eles entregam gratuitamente por Tablet o que proporciona uma alavancada fenomenal na garotada.

    2) A Senhorita Microsoft só espera a hora certa pra da uma puxada pra não dizer uma rasteira na Google esperando que ela popularize o tablet pra lançar seu Windows tecnologia AMR, a Microsoft já desbravaram um mercado, não querem reinventar a pedra novamente, vão claro esperara reinvenção da roda pra ai sim entrar na corrida que praticamente já esta ganha, olha que maravilha um engenheiro de dentro da obra tira um 7” polegadas e faz um cálculo dentro do AutoCAD em fração de minutos sem necessidade de ir ao escritório ou ter um notebook extremamente caro dentro de uma obra em que sabemos que é complicado ate pra fazer pagamentos ( empresas menores que já representam mais da metade da fatia do bolo e vai crescendo, não são elas próprias como o próprio bolo).

    3) E por fim a internacionalização do nosso Brasil( copa, olimpíada, pre-sal etc..), com tantas coisas acontecendo e economia com em alta tendência de juros em baixa ( em pouco tempo ), diminuição ou pelo menos, menos na cara a corrupção, aprovação da Sr. Excelentíssima Dilma de mais de 50 %, essa década é nossa, são não enxergar quem não quer.

    ….e comece com o e-commerce pra facilitar dando segurança de recebimento de mercadoria e ou devolução no prazo ( aumentando a confiabilidade co consumidor ) ai que vocês irão ver o novo Brasil imitando oque há de bom no mundo…

  • Olá mais uma vez adorei os seus textos que agora tornaram-se bem mais objetivos com essa nova técnica, a respeito do e-commerce como programador, desenvolvedor, poliglota, autodidata ÁMEN ! Gostaria de frisar três coisas:

    1) Este é um caminho sem volta vejo agencias inglesas dando palpite de 25% os Holandeses dizendo 30 %, mas creio em 50% com a digitalização da Índia maior pólo de produção de software mundial, o governo indiano tem trocado o tradicional caderno que eles entregam gratuitamente por Tablet o que proporciona uma alavancada fenomenal na garotada.

    2) A Senhorita Microsoft só espera a hora certa pra da uma puxada pra não dizer uma rasteira na Google esperando que ela popularize o tablet pra lançar seu Windows tecnologia AMR, a Microsoft já desbravaram um mercado, não querem reinventar a pedra novamente, vão claro esperara reinvenção da roda pra ai sim entrar na corrida que praticamente já esta ganha, olha que maravilha um engenheiro de dentro da obra tira um 7” polegadas e faz um cálculo dentro do AutoCAD em fração de minutos sem necessidade de ir ao escritório ou ter um notebook extremamente caro dentro de uma obra em que sabemos que é complicado ate pra fazer pagamentos ( empresas menores que já representam mais da metade da fatia do bolo e vai crescendo, não são elas próprias como o próprio bolo).

    3) E por fim a internacionalização do nosso Brasil( copa, olimpíada, pre-sal etc..), com tantas coisas acontecendo e economia com em alta tendência de juros em baixa ( em pouco tempo ), diminuição ou pelo menos, menos na cara a corrupção, aprovação da Sr. Excelentíssima Dilma de mais de 50 %, essa década é nossa, são não enxergar quem não quer.

    ….e comece com o e-commerce pra facilitar dando segurança de recebimento de mercadoria e ou devolução no prazo ( aumentando a confiabilidade co consumidor ) ai que vocês irão ver o novo Brasil imitando oque há de bom no mundo…

  • Legal. Eu uso o Zoho Creator http://www.zohocreator.com para fazer meus programas, mas gostei também da dica do josé Eugênio e comecei a “fuçar” no ifttt. Programas pessoais representam uma customização a mais em nossa personalidade digital.

  • Legal. Eu uso o Zoho Creator http://www.zohocreator.com para fazer meus programas, mas gostei também da dica do josé Eugênio e comecei a “fuçar” no ifttt. Programas pessoais representam uma customização a mais em nossa personalidade digital.

por Silvio Meira

Pela Rede

silvio meira é PROFESSOR EXTRAORDINÁRIO da cesar.school, PROFESSOR EMÉRITO do CENTRO DE INFORMÁTICA da UFPE, RECIFE e CIENTISTA-CHEFE, The Digital Strategy Company. é fundador e presidente do conselho de administração do PORTO DIGITAL. silvio é professor titular aposentado do centro de informática da ufpe, fundou [em 1996] e foi cientista-chefe do C.E.S.A.R, centro de estudos e sistemas avançados do recife até 2014. foi fellow e faculty associate do berkman center, harvard university, de 2012 a 2015 e professor associado da escola de direito da FGV-RIO, de 2014 a 2017.

Silvio no Twitter

Arquivo