por Silvio Meira

a próxima geração do doping: programação

a

saímos das olimpíadas, estamos nos campeonatos e meetings, vem aí a copa. há humanos competindo o tempo todo, em todo lugar. de bolinhas de gude a tiro ao alvo, passando por pebolim, salto e ciclismo. nesta última modalidade, aliás, o aumento de performance humana através de meios ilícitos é endêmico.

o doping tem a mesma idade das competições. e a luta contra o doping é tão velha quanto. e não há sinais de que a refrega termine ou mesmo diminua. isso levou a wired a fazer um artigo interessante sobre a próxima geração de doping, que passa por aumentar a performance do sangue, aumentar a potência e resistência da musculatura [geneticamente] e, talvez ao mesmo tempo, criar mais músculos e diminuir a sensação de dor [como resultado de esforço físico extremo] e por aí vai.

a idéia geral por trás das novas formas de doping é criar oportunidades de melhoria da perfomance humana que pareçam tão naturais quanto possível, ou seja, que tornem o processo [e seu resultado] quase impossível de ser qualificado como doping. e isso é parte da discussão muito mais ampla de modificação -ou reengenharia– do corpo humano, baseada em engenharia e tratamentos genéticos, coisa que não é recente, e ainda vai dar muito o que falar

mas o fato é que os seres vivos são "construídos" por um "programa", escrito na forma de seu DNA, e os atletas são parte integral desta história. e a tentação de aumentar a performance física, "reprogramando" corpos e, por outro lado, de "criar" atletas de maior performance, partindo da concepção, será tão maior quanto mais entendermos as tecnologias envolvidas. e nosso entendimento [e uso] da engenharia genética está aumentando muito rapidamente…. o que vai levar -possivelmente- à tentação de "programar" humanos, atletas ou não, em escala muito maior. afinal de contas, se podemos ter uma performance melhor em matemática [podemos?…] porque não deveríamos ter?…

Sobre o autor

Silvio Meira

silvio meira é cientista-chefe da TDS.company, professor extraordinário da CESAR.school e presidente do conselho do portodigital.org

por Silvio Meira
por Silvio Meira

Pela Rede

silvio meira é PROFESSOR EXTRAORDINÁRIO da cesar.school, PROFESSOR EMÉRITO do CENTRO DE INFORMÁTICA da UFPE, RECIFE e CIENTISTA-CHEFE, The Digital Strategy Company. é fundador e presidente do conselho de administração do PORTO DIGITAL. silvio é professor titular aposentado do centro de informática da ufpe, fundou [em 1996] e foi cientista-chefe do C.E.S.A.R, centro de estudos e sistemas avançados do recife até 2014. foi fellow e faculty associate do berkman center, harvard university, de 2012 a 2015 e professor associado da escola de direito da FGV-RIO, de 2014 a 2017.

Silvio no Twitter

Arquivo