por Silvio Meira

as relações de trabalho e as redes sociais [abertas]

a

o national law jornal publicou recentemente um texto que, se não tivesse fundo de verdade –e real possibilidade de acontecer- seria pura história de trancoso. segundo o journal, as consequências não intencionais de se tornar “amigo” de alguém em uma rede social, se você é o empregador ou superior, no trabalho, deste alguém, podem causar ou exarcebar processos judiciais que começam em demissão sem justa causa, passam por favorecimento indevido e discriminação e acabam em assédio, sexual inclusive.

image

segundo o jornal legal americano, ser amigo de alguém em uma rede social [aberta, como facebook] pode levar um dos lados a saber coisas [do outro] que não se saberia no ambiente de trabalho… levando a consequências, desejadas ou não, nas relações e litigação trabalhistas.

nas redes sociais abertas, as pessoas estão contando suas vidas ao mundo. no caso de muita gente, talvez a maioria, sem qualquer crivo que separe o pessoal do profissional. a participação de gerentes e empregados, patrões e funcionários, nas mesmas redes, pode elevar o potencial de conflito nas relações de trabalho e emprego a níveis impensados, especialmente no cenário americano, onde a história do litígio, por qualquer coisa ou causa, é muito antiga e cara.

e olhe o histograma abaixo, publicado neste blog em maio passado:

image

um terço das empresas americanas tem seu CEO em facebook, tem redes sociais como parte de sua estratégia de negócios e mais de 20% usa uma rede social como parte de seu processo interno de comunicação. o risco anunciado pelo national law jornal pode ser bem real. e alto.

um segredo que só a rádio corredor sabe, numa empresa [como um alguém que só trabalha bicado toda segunda e sexta], pode ser fato amplamente conhecido numa rede social e, ouvido por quem não deveria [o “chefe”], pode ter consequências funestas. para todos os lados. uns perderiam o emprego, outros seriam processados. pelo menos, nos EUA, este é o alerta do national law jornal: se você é o empregador, nem pense em fuçar a vida de seus empregados em redes sociais abertas; a acusação poderá passar, em  muito, de invasão de privacidade. será?

e no brasil? podemos degringolar, aqui, e em que escala, para os níveis de conflito dos EUA? algo que me diz que a advocacia trabalhista nacional, cada vez mais criativa e litigiosa, não tardará a arguir, aqui, as mesmas causas de lá. daí, talvez e pra todos, de um lado e de outro das relações trabalhistas, todo cuidado seja pouco com as relações nas redes sociais abertas.

image

Sobre o autor

Silvio Meira

silvio meira é cientista-chefe da TDS.company, professor extraordinário da CESAR.school e presidente do conselho do portodigital.org

66 comentário

  • Que isso Silvio Moreira? Apesar de não te conhecer, acredito que o Terra deva ter obrigação na qualidade de seus colaboradores…… o texto está uma porcaria!!!!!!!!! MUITO MAL ESCRITO!!! É vergonhoso…. uma criança de 8 anos escreveria melhor….. A leitura chega a ser desagradável.
    FAVOR TIRAR DO AR E FORMATAR ESSE TEXTO.

  • Que isso Silvio Moreira? Apesar de não te conhecer, acredito que o Terra deva ter obrigação na qualidade de seus colaboradores…… o texto está uma porcaria!!!!!!!!! MUITO MAL ESCRITO!!! É vergonhoso…. uma criança de 8 anos escreveria melhor….. A leitura chega a ser desagradável.
    FAVOR TIRAR DO AR E FORMATAR ESSE TEXTO.

  • Péssimo texto, pior artigo que li na minha vida. Formatação ridícula, sem objetivo, o texto se perde e não tem uma conclusão.

    E outra, o assunto abordado não tem nada haver com a chamada, hoje redes sociais já é realidade para o Networking de profissionais e até melhorar a comunucação como um todo.

    Terra, retire esse texto, tá um desastre.

  • Péssimo texto, pior artigo que li na minha vida. Formatação ridícula, sem objetivo, o texto se perde e não tem uma conclusão.

    E outra, o assunto abordado não tem nada haver com a chamada, hoje redes sociais já é realidade para o Networking de profissionais e até melhorar a comunucação como um todo.

    Terra, retire esse texto, tá um desastre.

  • Aqui no Brasil, a maior parte das empresas descartam o orkut como analise criterioso de pessoas.

    As empresas estão querendo pessoas que estejam cadastradas no LINKEDIN, TWITTER, FACEBOOK e que tenha um BLOG.

    Logo essa informação ela chega ser inocua, pois as empresas trocaram orkut pelo facebook.

    Essa notícia tem fundamento falso, pois da onde foi tirada essa informação, qual e a data dessa fonte.

  • Aqui no Brasil, a maior parte das empresas descartam o orkut como analise criterioso de pessoas.

    As empresas estão querendo pessoas que estejam cadastradas no LINKEDIN, TWITTER, FACEBOOK e que tenha um BLOG.

    Logo essa informação ela chega ser inocua, pois as empresas trocaram orkut pelo facebook.

    Essa notícia tem fundamento falso, pois da onde foi tirada essa informação, qual e a data dessa fonte.

  • boa abordagem Meira.Nunca tinha pensado dessa maneira.
    Em relação aos comentários acima, são inúteis. Se querem ler poesia, estão no lugar errado.

  • boa abordagem Meira.Nunca tinha pensado dessa maneira.
    Em relação aos comentários acima, são inúteis. Se querem ler poesia, estão no lugar errado.

  • Bom dia.
    Amigo, não estou aqui pra ofender…
    Muito menos para querer apenas criticar…
    Mas seu testo realmente esta confuso e o que é mais chato…
    Você esqueceu até de começar com letras MAIÚSCULAS em
    paragrafos, todos erram, eu mesmo ja errei e por muitas vezes erro na gramatica, isso é normal…
    Mas acho que como esse WebSite fica no Terra que diga-se de passagem é um site muito conhecido e respeitado, o senhor poderia te-lo corrigido antes de postar.

    Sobre o Texto….

    Realmente achei sem nexo… redes sociais não são algo que lhe faça perder o emprego…. nem ser perseguido…
    Pois que alguem quizer saber de sua vida, o mesmo não precisa de um site para isso, a muitas outras maneiras de se saber da vida de alguem…

    De qualquer forma, obrigado pelo artigo, mas acho que boa parte dele parece estar perdida no tempo… ( ultrapassado )

    Abraços e bom dia

  • Bom dia.
    Amigo, não estou aqui pra ofender…
    Muito menos para querer apenas criticar…
    Mas seu testo realmente esta confuso e o que é mais chato…
    Você esqueceu até de começar com letras MAIÚSCULAS em
    paragrafos, todos erram, eu mesmo ja errei e por muitas vezes erro na gramatica, isso é normal…
    Mas acho que como esse WebSite fica no Terra que diga-se de passagem é um site muito conhecido e respeitado, o senhor poderia te-lo corrigido antes de postar.

    Sobre o Texto….

    Realmente achei sem nexo… redes sociais não são algo que lhe faça perder o emprego…. nem ser perseguido…
    Pois que alguem quizer saber de sua vida, o mesmo não precisa de um site para isso, a muitas outras maneiras de se saber da vida de alguem…

    De qualquer forma, obrigado pelo artigo, mas acho que boa parte dele parece estar perdida no tempo… ( ultrapassado )

    Abraços e bom dia

  • Realmente, esse estilo esta pesado, poderia escrever com sentencas mais curtas e objetivas, isso nao eh tese de mestrado – valeu!

  • Realmente, esse estilo esta pesado, poderia escrever com sentencas mais curtas e objetivas, isso nao eh tese de mestrado – valeu!

  • Pelo amor de Deus, tá certo que o cara não formatou o texto, mas será que não tem ninguém inteligente o bastante para se atentar ao que realmente importa, ou seja, o tema central? ô povinho ignorante!

  • Pelo amor de Deus, tá certo que o cara não formatou o texto, mas será que não tem ninguém inteligente o bastante para se atentar ao que realmente importa, ou seja, o tema central? ô povinho ignorante!

  • Clarto que dá para entender a idéia do texto, mas está mal escrita e sem muito nexo. Reclamam que o povo fala mal o português mas escrevem essas bizarrices gramaticais e ainda defendem os erros. Blergh…

  • Clarto que dá para entender a idéia do texto, mas está mal escrita e sem muito nexo. Reclamam que o povo fala mal o português mas escrevem essas bizarrices gramaticais e ainda defendem os erros. Blergh…

  • A idéia do texto é perfeita e real.As pessoas só querem cuidar uma a outra através desses lixos de redes sócias.E postar fotos ate de suas necessidades no banheiro uhahahu por isso q o brasil é oq é.

  • A idéia do texto é perfeita e real.As pessoas só querem cuidar uma a outra através desses lixos de redes sócias.E postar fotos ate de suas necessidades no banheiro uhahahu por isso q o brasil é oq é.

  • RECOMENDO ESCREVER PARA O PÚBLICO EM GERAL.

    PARECE TEXTO DAQUELES ACADÊMICOS QUE FAZEM LETRAS, ACHAM QUE TODO MUNDO ESTÁ DENTRO DA PRÓPRIA CABEÇA PARA ENTENDER AS IDÉIAS DESCONEXAS.

    ISTO É UMA REPORTAGEM SUBLIMINAR?

  • RECOMENDO ESCREVER PARA O PÚBLICO EM GERAL.

    PARECE TEXTO DAQUELES ACADÊMICOS QUE FAZEM LETRAS, ACHAM QUE TODO MUNDO ESTÁ DENTRO DA PRÓPRIA CABEÇA PARA ENTENDER AS IDÉIAS DESCONEXAS.

    ISTO É UMA REPORTAGEM SUBLIMINAR?

  • Concordo com a Marina, no Brasil tem muito ignorante. A vários anos as empresas vem descartando candidatos nos processos de seleção de funcionários utlizando informações contidas em sites de relacionamento. Não são raros os casos de falsos sequestros onde são utilizados dados dos usuários destes sites para que parentes acreditem que alguém de sua família foi sequestrado realmente . No YouTube existem vários vídeos que ensinam como colocar fotos com códigos maliciosos anexados para obter informações dos computadores da vítimas, como por exemplo dados bancários, vale lembrar que alguns juízes estão insentando os bancos de qualquer responsabilidades sobre roubos ocorridos pela internet. Então continuem as divulgar suas vidas pela internet…

  • Concordo com a Marina, no Brasil tem muito ignorante. A vários anos as empresas vem descartando candidatos nos processos de seleção de funcionários utlizando informações contidas em sites de relacionamento. Não são raros os casos de falsos sequestros onde são utilizados dados dos usuários destes sites para que parentes acreditem que alguém de sua família foi sequestrado realmente . No YouTube existem vários vídeos que ensinam como colocar fotos com códigos maliciosos anexados para obter informações dos computadores da vítimas, como por exemplo dados bancários, vale lembrar que alguns juízes estão insentando os bancos de qualquer responsabilidades sobre roubos ocorridos pela internet. Então continuem as divulgar suas vidas pela internet…

  • Tem gente criticando e escrevendo “testo” pelo amor de deus.
    Vamos ter bom senso.

  • Tem gente criticando e escrevendo “testo” pelo amor de deus.
    Vamos ter bom senso.

  • Olá. Achei o texto muito interessante, pois trabalho com pessoas e já tivemos um problema parecido. Realmente tenho que concordar com o pessoal aí de cima que reclamou do texto, achei que tínhamos voltado para a idade média, mais acordei e percebi que não. Concordo também com o colega que citou a credibilidade e respeitabilidade do Terra e que os textos devem ser sempre revisados para evitar falhas. Contúdo, desculpe as críticas e obrigado pelo espaço.

  • Olá. Achei o texto muito interessante, pois trabalho com pessoas e já tivemos um problema parecido. Realmente tenho que concordar com o pessoal aí de cima que reclamou do texto, achei que tínhamos voltado para a idade média, mais acordei e percebi que não. Concordo também com o colega que citou a credibilidade e respeitabilidade do Terra e que os textos devem ser sempre revisados para evitar falhas. Contúdo, desculpe as críticas e obrigado pelo espaço.

  • Saudações Caro Colega,
    O texto redigido acima é simplesmente morfológico e de difícil entendimento, parece-me que ocorreu uma tradução por meio de um daqueles “translator da vida” desenvolvido por russos, fico esputefacto de presenciar a chacina da língua portuguesa fico “bicado” e com vontade de “degringolar” uma garrafa de cerveja, Lastimável!

  • Saudações Caro Colega,
    O texto redigido acima é simplesmente morfológico e de difícil entendimento, parece-me que ocorreu uma tradução por meio de um daqueles “translator da vida” desenvolvido por russos, fico esputefacto de presenciar a chacina da língua portuguesa fico “bicado” e com vontade de “degringolar” uma garrafa de cerveja, Lastimável!

  • Parabéns, Meira.

    A idéia central do texto, nos mostra uma realidade. Concordo com os leitores Marina e Leandro, como eu trabalho com segurança de informação, sei que vc tentou orientar as pessoas quanto ao ciberespaço e quem utiliza as redes sociais deve escrever o mínimo possível sobre sua vida e muito menos comentar as dos outros.

    Sandra

  • Parabéns, Meira.

    A idéia central do texto, nos mostra uma realidade. Concordo com os leitores Marina e Leandro, como eu trabalho com segurança de informação, sei que vc tentou orientar as pessoas quanto ao ciberespaço e quem utiliza as redes sociais deve escrever o mínimo possível sobre sua vida e muito menos comentar as dos outros.

    Sandra

  • Sr. Silvio meira. Obrigado por nos dar uma outra visão das redes sociais da internet.

    e pro cidadão que escreveu isso:
    “Mas seu testo realmente esta confuso e o que é mais chato… ”

    Chato é escrever TEXTO com “s”.

    Tenha santa paciência!

  • Sr. Silvio meira. Obrigado por nos dar uma outra visão das redes sociais da internet.

    e pro cidadão que escreveu isso:
    “Mas seu testo realmente esta confuso e o que é mais chato… ”

    Chato é escrever TEXTO com “s”.

    Tenha santa paciência!

  • Acho que todos que comentaram até agora não perceberam que isso é um blog, ou seja o Meira pode escrever o que quer e como quer…

    Se fosse uma matéria de jornal/portal com certeza seria editado, revisado e formatado. E se querem isso estão no lugar errado!

  • Acho que todos que comentaram até agora não perceberam que isso é um blog, ou seja o Meira pode escrever o que quer e como quer…

    Se fosse uma matéria de jornal/portal com certeza seria editado, revisado e formatado. E se querem isso estão no lugar errado!

  • A pra quem não acha que orkut, facebook, essas coisas não podem interferir na sua vida profissional. Tem uma informação pra você: reveja seus conceitos, que é você que está enganado.
    Uma empresa é feita de pessoas, quando você tem sua vida aberta a todos nessas redes, alguém mal-intencionado pode usar contra você. É só por a cabecinha pra funcionar e pensar.

  • A pra quem não acha que orkut, facebook, essas coisas não podem interferir na sua vida profissional. Tem uma informação pra você: reveja seus conceitos, que é você que está enganado.
    Uma empresa é feita de pessoas, quando você tem sua vida aberta a todos nessas redes, alguém mal-intencionado pode usar contra você. É só por a cabecinha pra funcionar e pensar.

  • muito boa abordagem, nao me apercebido para a questao. hje todo mundo faz parte de uma rede social e ali revelam tudo, mas as consequencias serao desastrosas.

  • muito boa abordagem, nao me apercebido para a questao. hje todo mundo faz parte de uma rede social e ali revelam tudo, mas as consequencias serao desastrosas.

  • As pessoas acham que na internet são capazes de conseguir tudo, bom quem sou para dizer que não, porém por mais que as pessoas respondam a questionários de mala direta serão capazes de contratar ou identificar bons profissionais, pois a mídia só sabe fazer propaganda sem se importa com os resultados.

  • As pessoas acham que na internet são capazes de conseguir tudo, bom quem sou para dizer que não, porém por mais que as pessoas respondam a questionários de mala direta serão capazes de contratar ou identificar bons profissionais, pois a mídia só sabe fazer propaganda sem se importa com os resultados.

  • Acho válido o empregador procurar informações sobre o empregado nas redes sociais. Um funcionário que vive reclamando de acúmulo de trabalho mas tuíta de 2 em 2 minutos coisas como “Cheguei no trabalho”, “Ai, ainda são 9 horas”, “Este dia no trabalho não acaba”, “Não vejo a hora de ir embora”, revela muito sobre seu perfil profissional.

    O que as pessoas precisam é entender que a internet é como uma grande cidade. O que fazemos nas áreas públicas pode ser visto por outras pessoas. Então se o sujeito sabe que não deve ir para o meio da rua pelado, pois corre o risco de ter sua vida pessoal e profissional prejudicada, deveria ser capaz de entender também que não é recomendado publicar fotos muito íntimas ou informações comprometedoras em ambientes públicos da internet. Sem falar na questão da segurança: algumas informações precisam ser protegidas no mundo virtual, para não facilitar a ação de pessoas mal intencionadas. Assim como na cidade “real”, também nas ruas da internet encontramos gente de todo tipo. Se não colocamos uma placa em frente à nossa casa com o número do celular e do CPF, por que faríamos algo desse tipo na internet?

    Quanto às críticas ao texto, achei um tanto Saramago.

    Abraços

    Ana

  • Acho válido o empregador procurar informações sobre o empregado nas redes sociais. Um funcionário que vive reclamando de acúmulo de trabalho mas tuíta de 2 em 2 minutos coisas como “Cheguei no trabalho”, “Ai, ainda são 9 horas”, “Este dia no trabalho não acaba”, “Não vejo a hora de ir embora”, revela muito sobre seu perfil profissional.

    O que as pessoas precisam é entender que a internet é como uma grande cidade. O que fazemos nas áreas públicas pode ser visto por outras pessoas. Então se o sujeito sabe que não deve ir para o meio da rua pelado, pois corre o risco de ter sua vida pessoal e profissional prejudicada, deveria ser capaz de entender também que não é recomendado publicar fotos muito íntimas ou informações comprometedoras em ambientes públicos da internet. Sem falar na questão da segurança: algumas informações precisam ser protegidas no mundo virtual, para não facilitar a ação de pessoas mal intencionadas. Assim como na cidade “real”, também nas ruas da internet encontramos gente de todo tipo. Se não colocamos uma placa em frente à nossa casa com o número do celular e do CPF, por que faríamos algo desse tipo na internet?

    Quanto às críticas ao texto, achei um tanto Saramago.

    Abraços

    Ana

  • Olá, paz e bem!

    Alguns criticaram a forma e deixaram de lado o conteúdo.

    Estilo é algo particular e deve ser respeitado.

    Agora em relação ao conteúdo, convém não esquecermos que as redes virtuais são reflexos das redes de carne e osso. Pois, apesar de meios diferentes, o comum na história é o SOCIAL.

    Se no dia a dia encontramos indivíduos mal educados, mal intecionado e até ingênuos por que esperar comportamento diferente no virtual?

    O que estas pessoas têm que entender é que somente aqueles competentes em aprender é que serão valorizados.

    Caro Meira, espero novas abordagens. E, se o texto não agradar pela forma, com certeza, sei que agradará pelo conteúdo.

    []s livres,

    Leocadio
    Guarujá, SP-BR

  • Olá, paz e bem!

    Alguns criticaram a forma e deixaram de lado o conteúdo.

    Estilo é algo particular e deve ser respeitado.

    Agora em relação ao conteúdo, convém não esquecermos que as redes virtuais são reflexos das redes de carne e osso. Pois, apesar de meios diferentes, o comum na história é o SOCIAL.

    Se no dia a dia encontramos indivíduos mal educados, mal intecionado e até ingênuos por que esperar comportamento diferente no virtual?

    O que estas pessoas têm que entender é que somente aqueles competentes em aprender é que serão valorizados.

    Caro Meira, espero novas abordagens. E, se o texto não agradar pela forma, com certeza, sei que agradará pelo conteúdo.

    []s livres,

    Leocadio
    Guarujá, SP-BR

  • empresas já vinham fazendo há um tempo atrás o fato de ver os perfis através de redes sociais, e claro aqueles que estão nelas devem ter muitos cuidados! bom texto Meira.

    sobre as críticas a formatação não sei até quando verei esses tipos de comentários que não levam a nada! antes um texto sem maiusculas que palavras realmente erradas, como: “testo”, “Contúdo”!!

  • empresas já vinham fazendo há um tempo atrás o fato de ver os perfis através de redes sociais, e claro aqueles que estão nelas devem ter muitos cuidados! bom texto Meira.

    sobre as críticas a formatação não sei até quando verei esses tipos de comentários que não levam a nada! antes um texto sem maiusculas que palavras realmente erradas, como: “testo”, “Contúdo”!!

  • RIDICULO
    Concordo em parte que o texto esta um pouco confuso, mas sinceramente, descer o cacete do jeito que fizeram é quase ignorancia. O conteúdo é claramente compreensivel. O tema é absolutamente pertinente e nao tem conclusao mesmo, ou será que quem criticou pode contribuir com uma conclusao? Convido o thiago, pelé, marcelo… a ajudarem a terminar o texto, quem se candidata??

  • RIDICULO
    Concordo em parte que o texto esta um pouco confuso, mas sinceramente, descer o cacete do jeito que fizeram é quase ignorancia. O conteúdo é claramente compreensivel. O tema é absolutamente pertinente e nao tem conclusao mesmo, ou será que quem criticou pode contribuir com uma conclusao? Convido o thiago, pelé, marcelo… a ajudarem a terminar o texto, quem se candidata??

  • não, não, professor. somos latinos e bem resolvidos. a pós-modernidade já massacrou há muito essa fronteira entre o pessoal e o profissional. a conclusão de que não há conclusão demonstra que a pergunta não se aplica.

  • não, não, professor. somos latinos e bem resolvidos. a pós-modernidade já massacrou há muito essa fronteira entre o pessoal e o profissional. a conclusão de que não há conclusão demonstra que a pergunta não se aplica.

  • Silvio,

    Lamento profundamente a reação da maioria dos seus leitores quanto à atualidade e importância do tema posto para discussão. Fica cada vez mais claro que este país precisa urgentemente de educação. EM TODOS OS SENTIDOS.

    Por sua adesão maciça aqui no Brasil, as redes socias se constituíram numa fonte de problemas jurídicos ainda sem referência na legislação atual. O brasileiro tem usado estes mecanismos como se fosse um papo entre amigos num bar. A dimensão pública de sua interação nestas redes passa bem longe da sua ingênua imaginação. Quando cai a ficha, geralmente é tarde demais !!

    A Internet é um instrumento poderosíssimo, para o bem e para o mal. Com a sua abrangência e agilidade, qualquer efeito é multiplicado rapidamente, gerando benefícios inimagináveis ou danos irreparáveis. Por isto, sou favorável à introdução da Internet como parte do currículo escolar desde a pré-escola, tendo a participação de pais e professores no debate do seu uso pelos alunos. Acredito que assim estaremos com mais preparo para usufluir melhor os benefícios da Internet e nos proteger de suas armadilhas.

  • Silvio,

    Lamento profundamente a reação da maioria dos seus leitores quanto à atualidade e importância do tema posto para discussão. Fica cada vez mais claro que este país precisa urgentemente de educação. EM TODOS OS SENTIDOS.

    Por sua adesão maciça aqui no Brasil, as redes socias se constituíram numa fonte de problemas jurídicos ainda sem referência na legislação atual. O brasileiro tem usado estes mecanismos como se fosse um papo entre amigos num bar. A dimensão pública de sua interação nestas redes passa bem longe da sua ingênua imaginação. Quando cai a ficha, geralmente é tarde demais !!

    A Internet é um instrumento poderosíssimo, para o bem e para o mal. Com a sua abrangência e agilidade, qualquer efeito é multiplicado rapidamente, gerando benefícios inimagináveis ou danos irreparáveis. Por isto, sou favorável à introdução da Internet como parte do currículo escolar desde a pré-escola, tendo a participação de pais e professores no debate do seu uso pelos alunos. Acredito que assim estaremos com mais preparo para usufluir melhor os benefícios da Internet e nos proteger de suas armadilhas.

  • Pelo que eu saiba, @smeira não utiliza maiúsculas em inícios de frase há muito tempo e tem uma explicação para isso em um texto lá dos primórdios do blog. Então, passantes, antes de questionar formalismos, entendam quem é o autor: a maior autoridade brasileira no assunto que trata. Leitura obrigatória para os que precisam saber o que é, e será, conviver em redes. Ademais, para quem quer questionar aspectos formais da língua pátria, melhor procurar outra palavra do que o pobríssimo anglicismo “formatar”.

  • Pelo que eu saiba, @smeira não utiliza maiúsculas em inícios de frase há muito tempo e tem uma explicação para isso em um texto lá dos primórdios do blog. Então, passantes, antes de questionar formalismos, entendam quem é o autor: a maior autoridade brasileira no assunto que trata. Leitura obrigatória para os que precisam saber o que é, e será, conviver em redes. Ademais, para quem quer questionar aspectos formais da língua pátria, melhor procurar outra palavra do que o pobríssimo anglicismo “formatar”.

  • Legal acredito que é o que vai acontecer cada vez mais, afinal o mundo está cada vez pior e com cada vez mas pessoas mal intencionadas. Cuidado pessoal. Ja pesaram no poder que dão gratuitamente a sites de relacionamento ?

  • Legal acredito que é o que vai acontecer cada vez mais, afinal o mundo está cada vez pior e com cada vez mas pessoas mal intencionadas. Cuidado pessoal. Ja pesaram no poder que dão gratuitamente a sites de relacionamento ?

por Silvio Meira

Pela Rede

silvio meira é PROFESSOR EXTRAORDINÁRIO da cesar.school, PROFESSOR EMÉRITO do CENTRO DE INFORMÁTICA da UFPE, RECIFE e CIENTISTA-CHEFE, The Digital Strategy Company. é fundador e presidente do conselho de administração do PORTO DIGITAL. silvio é professor titular aposentado do centro de informática da ufpe, fundou [em 1996] e foi cientista-chefe do C.E.S.A.R, centro de estudos e sistemas avançados do recife até 2014. foi fellow e faculty associate do berkman center, harvard university, de 2012 a 2015 e professor associado da escola de direito da FGV-RIO, de 2014 a 2017.

Silvio no Twitter

Arquivo