por Silvio Meira

china primeiro, EUA segundo

c

parece a tabela de medalha de londres, mas não é. trata-se da lista de endereços IP considerados maliciosos pela classificação OTX, open threat exchange. são seis meses de dados coletados em 77 países, para identificar o que rola no submundo dos vírus e ataques a sites e sistemas na rede e de onde vêm os ataques. a china é campeã por muito: mais de 95 mil dos endereços IP de onde partem ataques, vírus, spam e scanning são de lá, contra pouco mais de 60 mil dos EUA, um distante segundo lugar. das cinco redes que originam mais ataques, quatro são da china, também. a quinta é da coréia, que está em quinto lá no quadro de medalhas de londres e em terceiro, aqui, no de maldades virtuais.image

os dados sobre scanning, em particular, são interessantes: pra quem não é da área, scanning é a atividade [computacional, em rede] de tentar achar brechas em sites e sistemas de informação. como andar no estacionamento do shopping verificando se todas as portas de todos os carros estão fechadas, e não para avisar os donos sobre as que estão abertas. ou mal fechadas.

software seguro –dos que deixam as portas bem fechadas-  é muito mais difícil de fazer do que se tenta normalmente, exige habilidades específicas, investimento e tempo. o resultado é que mais “portas” do que deveriam ficam mal fechadas… e o que os atacantes fazem é tentar descobri-las antes de lançar um ataque. malware, vírus, hacking e o que mais você quiser têm, sim, planejamento e estratégia. pelo menos entre os mais competentes.

veja o infográfico, que é cortesia da alienVault. o brasil aparece entre os países que mais reportam ataques, sem maior destaque. e esta pesquisa [há outras, bem mais amplas] identificou mais de um milhão de endereços IP “maliciosos”, que estão tentando, de alguma forma, sequestrar parte de seu PC, laptop, sistema, contas, o que você tiver no mundo virtual. por isso, tome cuidado. o tal do mundo virtual pode até não parecer, mas é tão perigoso quanto o concreto, fora do portão da sua casa, condomínio ou empresa onde você trabalha…

Sobre o autor

Silvio Meira

silvio meira é cientista-chefe da TDS.company, professor extraordinário da CESAR.school e presidente do conselho do portodigital.org

por Silvio Meira
por Silvio Meira

Pela Rede

silvio meira é PROFESSOR EXTRAORDINÁRIO da cesar.school, PROFESSOR EMÉRITO do CENTRO DE INFORMÁTICA da UFPE, RECIFE e CIENTISTA-CHEFE, The Digital Strategy Company. é fundador e presidente do conselho de administração do PORTO DIGITAL. silvio é professor titular aposentado do centro de informática da ufpe, fundou [em 1996] e foi cientista-chefe do C.E.S.A.R, centro de estudos e sistemas avançados do recife até 2014. foi fellow e faculty associate do berkman center, harvard university, de 2012 a 2015 e professor associado da escola de direito da FGV-RIO, de 2014 a 2017.

Silvio no Twitter

Arquivo