por Silvio Meira

como é o mundo, tuitado

c

o blog esteve comemorando o fim de 2011 desde a véspera do natal e está de volta com votos de um grande 2012 pra todos e todas, de todas as idades, cores, lugares e opções de vida. que 2012 seja o ano da diversidade e da aceitação das diferenças, mais até do que da tolerância. falando nisso, dados de 2011 mostram que estamos cada vez mais levando nossa vida pessoal, familiar e comunitária para as redes virtuais. e que precisamos nos tolerar e, porque não dizer, aceitar, mutuamente, cada vez mais.

pra começar, uns dados sobre twitter: sabia que @justinbieber tem mais de 16 milhões de seguidores e aparece em mais de 540 mil listas? bieber tem um milhão e meio de seguidores a menos do que @ladygaga, mas tuita 10 vezes mais e, por múltiplas razões, é a pessoa ou instituição de maior impacto global hoje [no twitter, claro]: cada um de seus tweets, como o mostrado abaixo…

image

.. pode tornar qualquer hashtag uma tendência global, pois é replicado 5 milhões de vezes, em média. pra comparar, é mais de vinte vezes mais do que @barackobama, que tem 11.7 milhões de seguidores e busca fundos para sua tentativa de reeleição, como mostra o tweet abaixo.

image

de certa forma, é fácil dizer que "não sabemos usar o twitter" e outras redes sociais, que poderiam "ter maior impacto na educação, cultura e economia", sem falar da "perda de tempo" com tanta trivialidade, como os 8.969 tweets por segundo sobre a gravidez de beyoncé [recorde histórico, contra 5.530 menções/segundo no tsunami do japão]. ocorre que, mutatis mutandis, twitter, facebook e outros são o papel, caneta, envelope e correio [ou poster e poste, parede ou porta] de nosso tempo. escrevemos muita coisa boa nos últimos séculos, mas quanta letra foi literalmente jogada fora para cada uma de joyce em ULYSSES? e quanto pôster foi apenas sujeira, comparado ao impacto do que lutero pregou à porta de wittenberg? moral da história? a existência da ferramenta [ambiente, tecnologia, métodos, processos, o que for] e seu potencial para o engrandecimento humano não garante que todos os que a ela têm acesso irão usá-la para os tais grandes e elevados fins. e ainda bem!… se tudo fosse levado a sério assim, de onde viria um hikakin? ele é o carinha no vídeo abaixo, beatboxing. talvez completamente inútil, mas divertidíssimo, na opinião de quase 17 milhões de "views"… vá ver!

hikaru kaihatsu, aka HIKAKIN, considerado um dos maiores beatboxers do mundo

Relógio

em dezembro de 2011 e janeiro de 2012, o blog publica [ao contrário da norma, aqui] bits: textos pequenos, bem mais frequentes, sobre nossa [mundana] vida digital. ao invés dos raciocínios estruturados e interligados de costume, vamos nos ater a TRÊS parágrafos, no máximo. boa leitura.

Sobre o autor

Silvio Meira

silvio meira é cientista-chefe da TDS.company, professor extraordinário da CESAR.school e presidente do conselho do portodigital.org

11 comentário

por Silvio Meira

Pela Rede

silvio meira é PROFESSOR EXTRAORDINÁRIO da cesar.school, PROFESSOR EMÉRITO do CENTRO DE INFORMÁTICA da UFPE, RECIFE e CIENTISTA-CHEFE, The Digital Strategy Company. é fundador e presidente do conselho de administração do PORTO DIGITAL. silvio é professor titular aposentado do centro de informática da ufpe, fundou [em 1996] e foi cientista-chefe do C.E.S.A.R, centro de estudos e sistemas avançados do recife até 2014. foi fellow e faculty associate do berkman center, harvard university, de 2012 a 2015 e professor associado da escola de direito da FGV-RIO, de 2014 a 2017.

Silvio no Twitter

Arquivo