por Silvio Meira

games favorecem criativitidade

g

pesquisadores da penn  state university acabam de demonstrar, num estudo usando quase 100 voluntários, que games podem ser um bom ponto de partida pra estimular a criatividade. a experiência, descrita aqui, usou o game dance dance revolution, que pode ser jogado por qualquer um.

ddr_supernova_08.jpg

os resultados do estudo, até agora, dizem que [após jogar] pessoas que estão tristes [porque perderam] ou alegres são mais criativas do que quem está relaxado [porque não jogou] ou estressado. jogos, segundo os pesquisadores, podem ser usados para facilitar processos de aprendizado [nas escolas] e de tomada de decisão [nas empresas]. falando nisso, e começando cedo, vai ver que um dos caras mais criativos do mundo é ryota, um japonês de uns cinco anos de idade, que joga DDR como eu nunca vi [clique no vídeo 19].

PS, 22/10/2009: o garoto que joga DDR, do vídeo acima, anda praticando muito e, aos 8 anos, tornou-se um mestre na bateria de rock band, como mostra este vídeo aqui. só vendo pra crer.

Sobre o autor

Silvio Meira

silvio meira é cientista-chefe da TDS.company, professor extraordinário da CESAR.school e presidente do conselho do portodigital.org

por Silvio Meira
por Silvio Meira

Pela Rede

silvio meira é PROFESSOR EXTRAORDINÁRIO da cesar.school, PROFESSOR EMÉRITO do CENTRO DE INFORMÁTICA da UFPE, RECIFE e CIENTISTA-CHEFE, The Digital Strategy Company. é fundador e presidente do conselho de administração do PORTO DIGITAL. silvio é professor titular aposentado do centro de informática da ufpe, fundou [em 1996] e foi cientista-chefe do C.E.S.A.R, centro de estudos e sistemas avançados do recife até 2014. foi fellow e faculty associate do berkman center, harvard university, de 2012 a 2015 e professor associado da escola de direito da FGV-RIO, de 2014 a 2017.

Silvio no Twitter

Arquivo