o faturamento da microsoft cresceu 18% no ano fiscal que acaba de terminar, fazendo as receitas da companhia passarem de US$60B pela primeira vez. os US$9B a mais no negócio de redmond são mais de US$2B a mais do que todo o faturamento de yahoo no mesmo período. yahoo, aliás, vai viver uma reunião de acionistas muito tensa em primeiro de agosto, onde tudo pode acontecer, inclusive nada.

até porque a microsoft não tem tido a competência necessária pra tratar a compra de yahoo, segundo o le monde. o jornal francês diz que redmond deveria estudar e se inspirar em carlos brito e na compra da bud pela inbev, que foi um resultado de paciência e coerência, tudo o que faltou ao sucessor de bill gates na atabalhoada operação msft+yhoo [até agora]. especula-se que, alguma hora, os lados vão voltar a conversar e talvez se acertem.

no meio da confusão, os acionistas da microsoft devem estar se fazendo pelo menos uma pergunta: com faturamento crescendo 18%  e lucros subindo 25% [para US$17.6B ] a microsoft precisa de yahoo pra quê?… porque não reconhecer que google [faturamento subindo 39% e lucro 35%, no trimestre] venceu esta rodada da busca na web e partir pra próxima, usando a tecnologia combinada da própria microsoft e de suas aquisições recentes, como fast s&t e powerset?